Pérolas dos meus filhos

março 19, 2015

Oi pipooow! 

Sabem aquelas coisas que você tem que logo contar, antes que alguém conte a fofoca? HAHAHA... Descobri essa fofoca e ela é tão fofa que tinha que compartilhar com vocês essa delícia!

O pai publicitário, Jorge Uesu Júnior, costumava anotar as pérolas dos seus filhos Bianca, de 5 anos e Daniel, de 8 anos, todas as vezes que falavam algo engraçado e a partir disso, decidiu criar uma página no Facebook para compartilhar todas essas histórias.

Daniel e Bianca, a página no Facebook, já tem mais 53 mil fãs e traz os mais diversos momentos dos filhos, que trocam palavras, inventam, são curiosos e tem toda aquela ingenuidade de criança.

A página fez tamanho sucesso que em parceria com o ilustrador Guilherme Match, eles lançaram um livre com as melhores pérolas dos pequenos.

Confiram algumas desses diálogos, que foram eternizados por esse pai:










Além de conhecer os diálogos, eu entrevistei esse papai e acabei ficando ainda mais fã, pois ele nos faz perceber o quanto é bom poder eternizar esses momentos. 

- Conte-me o que você espera que seus filhos vejam isso daqui uns anos... Lá naquela adolescência de ter vergonha de tudo, hehe!
Jorge: “Adolescente tem vergonha de tudo, então não me preocupo com isso. Até lá, acho que ninguém vai se lembrar de que eles eram as crianças do livro.”.

- O que eles costumam brincar, se são realmente parceiros nas brincadeiras, ou cada um brinca em seu canto.
Jorge: “Sim, estão o tempo todo juntos. Até porque no nosso prédio tem poucas crianças. Brincam juntos, assistem TV juntos. No geral, se dão muito bem. Mas brigam uma vez por dia, mais ou menos...haha.”

- O que você planeja para a infância deles, enquanto eles estavam na barriga da mamãe, é o que está acontecendo hoje?
Jorge: “Na verdade não tinha nada muito planejado, só queríamos que eles tivessem uma infância saudável, e uma boa educação. E é o que acontece. São felizes, e são estudiosos.”.

- E o pai que você imaginava ser, é o pai de hoje?
Jorge: “Acho que sim, eu e minha esposa nos damos muito bem com as crianças. E temos respeito mútuo.”.

- Quais as virtudes que você passou aos seus filhos e que eles passem para os seus netos?
Jorge: “As crianças ainda são muito novas pra saber como vão ser. Mas ficaria muito feliz se eles fossem adultos honestos e com a cabeça aberta para o mundo.”.

- Você acha que a infância está se perdendo com tanta tecnologia e informação?
Jorge: “Sempre vamos ter a impressão que a tecnologia está estragando as crianças. As crianças dos anos 70 foram estragadas pela TV, a dos 80 e 90 pelo vídeo game, e as dos 2000 só ficavam na internet. Hoje eles ficam no Netflix, e no tablet . Eu tento controlar os horários, conteúdos do que eles vêem. Mas diferente das nossas gerações, as crianças de hoje nunca ficam com uma pergunta sem ser respondida. Se os pais não respondem, vão direto no Google pesquisar. E isso me parece bom.”

- Qual foi à pérola mais marcante dos seus pequenos?
Jorge: “Difícil dizer, eu não tenho uma preferida. Mas os leitores do site dizem que foi quando ela disse que “Empatar é ganhar junto”.”

- Por qual motivo você quis tornar público esse diálogos?
Jorge: “É que eu costumava escrever as histórias no meu perfil pessoal do Facebook. Mas tinha muitos amigos de amigos que queriam ler, mas eu não os conhecia.
E evito adicionar desconhecidos, porque minha timeline fica uma bagunça.
Então fizemos a fanpage para que todos pudessem ler e compartilhar. “E para preservar as crianças, eu e o ilustrador Guilherme Match desenvolvemos os personagens.”

- Deixe um recado para os papais e mamães
Jorge: “Como todos papais e mamães devem saber, a infância dos filhos passa voando. A gente costuma ter muitas fotos e vídeos desses bons momentos, mas os diálogos, os pensamentos, a gente acaba esquecendo. E se a gente não escreve, nunca vamos lembrar. Então a minha dica, é que os pais passem a registrar esses momentos, seja no FB, ou onde for. Será delicioso de ler junto com os filhos crescidos.”.
         

Ah, querem conhecer a família do Daniel e Bianca?





You Might Also Like

0 comentários