Especial Dia das Mães | Parte II

maio 10, 2015

Oiii pipoooow!

Hoje é o nosso grande dia e acredito que muitas mães ficam muito mais emocionadas com essa data, do que com seus aniversários, não é?

Ser mãe é uma grande dádiva, uma bênção diária, onde Deus nos mostra todos os dias que o mundo ainda pode ter esperança de dias melhores.

Eu mudei muito com a chegada do Lucca, mas tudo foi naturalmente, pois sabia que era importante para ser um exemplo para ele. Ser mãe me faz pensar  o quanto a vida é bela e simples, onde cada sorriso dos nossos filhos tem o dom de acalmar qualquer coração de mãe!

Para celebrar o nosso grande dia, pedi as minhas seguidoras do instagram que me enviassem suas histórias e assim, que pudéssemos nos conhecer ainda mais e ver quantas mães guerreiras temos espalhadas por aí!

Fiquei emocionada com praticamente todos os emails recebidos, cada uma com uma história muito diferente da outra, mas todas com muita garra e amor no coração!

A selecionada para representar todas essas guerreiras é a Daniella Fagundes @daniifagundes, mãe do Gabriel. A história dela é linda, com muita luta e muitas vitórias conquistadas para seu filho!




Nunca imaginei que um dia seria mãe solteira aos 26 anos. Sabe aquele sonho de subir no altar de véu e grinalda, ter dois filhos, um cachorro e uma vida de princesa? Pois é. Eu tinha esse sonho! E cheguei perto de realizá-lo... morei junto de um ex durante 02 anos e apesar de todos os pesares a gente era muito feliz! Tentamos até ter filhos, mas nos frustramos e deixamos mais pra frente, “quando Deus quisesse”. Mas Ele não quis. Deus quis que nos separássemos e que 10 meses depois eu engravidasse de outra pessoa qualquer. Por muitas vezes em meio ao misto de sofrimento, medo e alegria (amo crianças e sempre quis ser mãe), eu duvidei da existência dele. Por que aquilo estava acontecendo comigo? Por que eu engravidei de uma pessoa que conhecia há 03 meses e nem era meu namorado???

Pra piorar tudo, o pai do meu filho depois de um mês me “apoiando”, surtou e desapareceu! Me excluiu e bloqueou de todas as redes sociais, whatsapp, imessage e tudo o mais! Não me atendia, não me retornava, não respondia email... e eu sabia onde ele morava (numa cidade a 200km da minha), onde ele trabalhava, sabia quem era o pai, a mãe, irmão, avós, tios, cachorros, papagaios, etc. Mas resolvi não ir atrás, não gritar, não fazer barraco. Me apeguei ao Deus que por um momento duvidei que existisse, me fortaleci junto à minha família e amigos, continuei trabalhando duro e aproveitei minha gravidez da melhor maneira que eu pude! E hoje eu sei que fiz a coisa mais certa dessa vida! Quando meu filho nasceu, a família por parte do pai soube e desde então se tornaram também a minha família! Somos unidos, nos falamos sempre, nos ajudamos, nos encontramos... tudo junto e misturado!!! E o pai... ah, o pai se esforça. Acho que mesmo depois de quase dois anos do nosso príncipe, ainda não caiu a ficha dele direito. Falta um pouco de amadurecimento e percepção das coisas, mas convivemos bem pelo nosso filho! Ele voltou com a namorada de anos e depois de alguns perrengues nós duas também nos damos super bem! Passei e passo por cima de tudo para que ele não sofra com a situação, pois um filho é a dadiva mais perfeita que existe! Um presente, um anjo emprestado! Como sou apaixonada no meu Gabriel!!!!

Ainda existem coisas que preciso entender e aceitar, mas depois dele minha vida tem mais sentido, mais alegria, mais cor! Por ele eu levanto cedo, me molho toda dando banho, me sujo de cocô, xixi, vômito, não durmo direito a noite e morro de preocupação quando ele adoece. Mas nunca me senti tão completa, mesmo faltando tanta coisa!!!!! As vezes até acho bom estar solteira, pois assim não preciso dividir meu tempo e nem o meu amor com mais ninguém. Tenho amigos maravilhosos, saio de vez em quando pra me divertir.... Mas quando volto pra casa tem aquele branquelinho lindo me esperando! E não existe nada melhor do que isso!

Minha vida pausou por um tempo, mas hoje me sinto pronta e mais forte para recomeçar. Não mais por viagens, bolsas, roupas, bijus e sapatos e sim por uma jóia rara que eu gerei dentro de mim, fraldas, lenços umedecidos, leite, brinquedos e se eu fizer a lista toda esse texto não acaba mais!!! Kkkkkkkkk

Essa é minha história. Bem resumida, mas acho que deu pra passar o essencial: amor de mãe é algo impressionante e indescritível. E fica uma dica para as mamães solteiras: não guardem mágoas, rancores ou momentos ruins. Sejam maiores que tudo, sejam sábias e sejam a super heroína! O importante é fazer de tudo para que o filho seja feliz e saudável física e mentalmente! Nada mais importa. O resto é resto!!! Sejam felizes e aproveitem muito, pois o tempo passa rápido demais e não perdoa os arrependimentos! Um grande beijo no coração.

You Might Also Like

0 comentários