Papai Jovem - Guilherme Fuoco

novembro 20, 2015

pipooow, 

essa semana conheci um blog que mexeu comigo, primeiro, o cara foi pai com 20 anos, se viu em todos os dilemas que qualquer um passa quando descobre uma gravidez que não estava sendo planejada, o Papai Jovem!
e ai assisti o vídeo dele contando como foi isso e gente é bom demais, são todas as perguntas que qualquer um se faz.


depois desse vídeo e de conhecer o trabalho dele, tive que entrar em contato com ele para que fizesse um post especial aqui pro Blog Fofoca de Mãe, pois grande parte das pessoas que passam por aqui, são mães solteiras ou separadas, que precisam de uma forma ou outra saber que si, existem pais de verdade e é claro, o Guilherme foi super solicito e fez esse texto incrível pra gente.

vamos conferir?

 
"Você é forte?

Ou não? Prefere levar sua vida na maciota, de boa, sem desafios, molengão? Então você não nasceu ainda para ser pai, velhote.

Eu respeito. Ter um herdeiro é para os fortes. Já pensou ser fraco e herdar e fraqueza? Seeeh loko! Esse mundo de hoje, com terrorismo internacional, corrupçao brasileira, não precisa de mais gente mole. 

Porque ser pai quer dizer sair do modo "easy" do videogame e atuar no "hard" com apenas uma vida, a do seu filho. realmente em jogo. 

Você também pode escolher sumir e abandonar a mãe do seu filhote. Aí é entrar na brincadeira e dar game over, mano. É perder uma chance incrível de crescer profissionalmente, pessoalmente e se tornar um ser humano. Um herói. 

Mas você também pode aceitar a parada e ir pra cima. Buscar ganhar mais dinheiro, estudar sua área, se especializar e trabalhar. Tem mais, parceiro, você pode ainda ganhar contigo uma companheira pra vida, que é a mãe do seu filho. Seja ela sua namorada ou não. Essa vai te ajudar na arte de amar, na arte de educar e criar seu molecote ou molecota. Vem na minha, escolhe isso. 

Eu sei que você consegue!

Meu nome é Guilherme Fuoco, sou pai solteiro desde 2010, quando tinha 21 anos, e sou amigo da mãe da minha filha Laura. Passei por perrengues nesse pleistexo da vida de pai. Mas eu resolvi assumir. Então os chefões de cada fase vieram e eu combati. Uns foram de boa outros exigiram o melhor de mim, cara. 

Mas o mais importante: eu venci. E quero continuar vencendo mais, tá ligado? Porque eu sei que um dia minha filha pode ser mãe e vai me usar como inspiração para criar os filhos dela.
--


Guilherme Fuoco, 26 anos, é jornalista e escreve o blog Papai Jovem (www.papaijovem.com.br). Além disso, batalha também para lançar seu livro "Papai Jovem - Não suma. Assuma!" em uma campanha de vaquinha! Ajuda ele!!! (www.bookstart.com.br/papaijovem)

You Might Also Like

0 comentários