um ano sem teu sorriso

dezembro 07, 2015


sabe pai, os dias não tem sido fáceis desde que você partiu. conviver com toda essa ausência, aperta o coração e nos traz muitas lágrimas, mas todos nós temos o nosso tempo aqui na terra e a sua hora chegou mais cedo do que poderia se imaginar.


chegou naquele domingo, lindo, assim como o dia de hoje. lembro que pela manhã recebemos notícias que você não estava tendo melhoras e que não tinha muita chances de voltar pra gente, mas sabe pai, eu fui à igreja e rezei, rezei muito e não desisti que você fosse melhorar, pois é como nas 12 horas de tarumã, a gente não pode desistir, mesmo que o pit stop seja longo e que as coisas não saiam como a gente planejou, a gente sempre pode cruzar a linha de chegada, é uma gincana, lembra?

escrevo todas essas linhas, em meio as minhas lágrimas. desculpa por isso pai.
impossível não lembrar de tantas coisas que pude viver ao lado desse cara tão incrível e não existem adjetivos suficientes para mostrar o quanto era especial, admirado por muitas pessoas e que hoje, só consigo pensar que deveriam existir mais homens como você, tenho certeza que o mundo seria um lugar muito melhor.




aprendi contigo a viver, a amar algo, mesmo que não te trouxesse tanto retorno financeiro, mas que quando te trazia alegrias, realmente valeria muito a pena e nossa pai, aqueles teus sorrisos, não tinha preço que pagasse toda aquela tua alegria de ver tua família, teu automobilismo, nossa, que saudade das duas risadas, brincadeiras, pegadinhas e até mesmo tuas ansiedades e nervosismos das semanas que não tinha corrida.

aprendi contigo a luta de querer vencer, mas ainda mais a saber reconhecer quando perdemos e parabenizar ao vencedor, mas né pai: "segundo é muito bom pra quem nunca venceu!", não é?


fui honrada em viver pouco mais de 23 anos contigo, ser tua primeira filha e te dar o teu tão sonhado menino. claro, que nem a minha chegada na tua vida foi fácil e nem a chegada do Lucca na nossa, foi. mas quando as coisas se acalmaram, tenho certeza que foi uma das maiores alegrias que tivemos e eu via nos teus olhos o tamanho do teu amor por ele e tudo que sonhava pra ele.


a nossa família trapo está aqui, mas não é a mesma coisa com você!
mas sabe pai, tua missão estava cumprida e Deus queria ter você ao lado dele, pois precisava de um anjo tão especial quanto você e peço desculpa, se alguns dias, em minhas orações eu desabo e não queria que isso tivesse acontecido, mas logo o coração busca entender essa escolha e que sua história estava marcada para isso acontecer.




as lágrimas são de saudade pai, saudade de tudo que vivi ao teu lado, pois todos os momentos são inesquecíveis e a vontade de querer revivê-los é enorme. mas estes, já vivos, vão continuar aqui, no meu coração e na minha memória.




tento todos os dias, ser uma pessoa melhor, tanto como mulher, mãe, filha, mas principalmente como ser humano, pois eu fui criada pelo melhor homem que poderia ter existido e ter sido meu pai e também por que sei que agora você está aí em cima, guiando nossos passos e iluminando nossos caminhos!




em muitos momentos eu olhava pra ti e pensava, obrigada Deus por ter me concedido a honra de ser filha desse cara, por que né pai: "ESSE CARA SOU EU!" como a gente cantou tantas vezes em inúmeras conquistas e sim pai, tu sempre vai ser O CARA!


ano se passou e eu ainda todos os dias, luto comigo mesma para acreditar que não vou chegar em casa e ver tu fazendo aquele pão com nata, banana e açúcar, tomando teu chimarrão. os domingos passaram a ser mais tranquilos, sem o dia todo de corridas e mais corridas na TV, ou então todas as nossas "indiadas" de corridas pelos autódromos.


isso tudo faz uma falta absurda!
mas vamos continuar aqui pai, lutando todos os dias para dar o nosso melhor e te deixar muito orgulhoso da nossa família! obrigada meu véio, por tudo e me desculpa qualquer coisa, a gente está tentando!
 e é com essas fotos, tão emblemáticas que eu termino, quem teve o prazer de conhecer meu pai, sabe que ele pedia benção em todas as corridas. era um ritual, antes de todas as largadas, parava em frente ao carro, pedia a proteção e benção que tudo ocorresse bem, fazia volta por todo carro e depois dava benção no piloto. era um momento dele com Deus e hoje está ao lado Dele e reza por todos nós com uma força muito maior.
PAI, EU TE AMO e te amo de uma forma que nem se pode descrever em palavras, mas eu sei que tu sabia quando estava aqui, mas que sabe muito mais vendo aí de cima!

You Might Also Like

3 comentários