Oi 2018!


um ano novo, não tem nada a ver com data, tem a ver com atitude!
conheço pessoas fracas, ou talvez inexperientes que enxergam uma virada de ano, como algo redentor, isso é ilusório.
o acaso teve trabalho nesse ano que passou.
as pessoas optaram por apenas desejar, e quando apenas se deseja, o acaso trabalha.
o problema, é que quando todo mundo decide deixar na mão do acaso, ele tem que trabalhar demais, e às vezes falha.
você pode pedir saúde, mas se não se cuidar, não cuidar de si, e das pessoas que você ama, beber menos, usar protetor solar, lavar as mãos antes das refeições, se alimentar bem, praticar exercícios, desejar saúde pode não ser suficiente.
é preciso SER saúde.
você pode desejar muitas alegrias, mas se você não estiver com a sua família, com amigos de verdade, não fizer uma piadas bobas, não rir de algo sem sentido, ou se não brincar de vez em quando de fazer cócegas em alguém - sei lá! - nem trouxer à memória coisas que te tragam um sorriso bobo no rosto, desejar alegria pode não ser suficiente.
é preciso SER alegria.
você pode desejar paz, mas se você procurar discussões o tempo todo, desconfiar de todo mundo, incitar o ódio, desejar distância de pessoas que pensam diferente de você só por não saber conversar mesmo discordando, desejar paz pode ser pouco.
é preciso SER paz.
você pode desejar amor - e deve! - mas se você não abraçar seus pais todos os dias, olhar dentro dos olhos do seu(s) filho(s), se não der chance pro amor (ou novos amores), se não ligar mais vezes só para dizer que pensou na pessoa e que está com saudades, se não permitir ser e ter um amor sem rótulos e sem medos, desejar amor pode ser pouco.
é preciso SER amor.
só desejar é fácil, alivia a mente né? tira peso da consciência e te faz socialmente aceito, mas sobrecarrega o acaso, e ele tem trabalhado muito, por isso tem coisa que não dá certo.
muito trabalho pra pouco destino, muito acaso pra pouco caso.
você tem duas opções... desejar um feliz ano novo, deixando as coisas na mão do destino, o que pode ser pouco, mas que satisfaz muitos.
ou SER um ano novo, realmente. qual a sua escolha?
texto adaptado do meu amigo @thiagotormes

VEM 2018, VEM COM TUDO!