Qual conselho você se daria há 10 anos atrás - Dia das Mães no BarraShoppingSul


Dia das mães é uma época marcada por muitas emoções, não é?

Quem tem mãe, dá aquele jeitinho de ir visitá-la. Quem a mãe já se foi, recorda de tudo que viveram juntos e quem já é mãe? Ah, quem é mãe, passa a data chorando!

Para quem tem filhos pequenos, não existe mãe que consiga segurar o choro nas apresentações na escola.

Já as mães que têm filhos adultos, as homenagens podem até ser meio tímidas, mas o orgulho de ver seus filhos crescidos e terem se tornado pessoas de bem, também é motivo de muitas lágrimas.

Mas quem é essa mãe? Quem é a mulher por detrás dessa mãe?


Junto com o @BarraShoppingSul,, convidamos algumas mulheres para desvendar as mulheres que estão por trás das mães, colocando-as como protagonistas de suas histórias e fazendo-as refletir no quanto se transformaram depois dos filhos, fazendo que elas compartilhassem suas experiências, será também uma homenagem delas a uma nova vida e a uma nova mulher que surge pós-maternidade.

Com a ideia que tivemos foi de mostrar a mãe como mulher, como protagonista. que tem defeitos, que erra, mas que dá o seu melhor e por todas as suas imperfeições é perfeita.

Uma identidade forte, com personalidade, que é feminina sim, mas não é frágil, não fica no fundo, não se esconde.

Quando estamos em uma certa fase da vida, acreditamos que temos os piores problemas do mundo, ou então que nessa altura da vida, está tudo bem.

Mas e quando um filho chega? Planejado ou não, você vai se deparar com um mundo completamente novo. é sua missão criar e educar aquele pequeno ser humano.


Ok, mas e quem você se tornou nesse caminho? O que conquistou? Suas opiniões, mudaram? 

A percepção sobre você mesma, continua a mesma daquela mulher que não tinha filhos? E as coisas que você achou que não era capaz de fazer/suportar? E aquele trabalho que te parecia perfeito, agora que você é mãe, continua sendo?

“Se alguém pedisse para você se olhar no espelho, se imaginando há 10 anos atrás, o que você diria para aquela mulher?”, foi isso que fizemos com algumas mulheres, mães de todas as formas, solo, casada, separada, gestante e adotiva.
`

Ser mãe, não transforma apenas a rotina dessa mãe, mas também quem ela era. Uma nova mulher vai se moldando ao longo das noites mal dormidas, no sorriso de alegria do seu filho ao te ver, é uma mudança constante e eterna.

Querendo ou não, mães estão sempre em busca de mais, de dar o melhor para seu filho, mais alegria, amor, saúde e nessa busca “do mais” as mães se tornam melhores, pessoas melhores para criar seus filhos, mais preocupadas com o mundo ao seu redor, isso vêm desde a gestação, passa pelo parto, amamentação, criação, educação e sem falar nas questões externas, como questões políticas, sociais e culturais e a consequência disso tudo, são mulheres que se tornaram pessoas melhores criando pessoas que serão ainda melhores.



Empoderar outras mulheres - principalmente as que são mãe - me move, pois a maternidade me transformou, mas por muito tempo eu fiquei sem saber disso.


Quando nos tornamos mães nos escondemos atrás do cabelo preso, roupa suja de leite, as olheiras por conta das noites mal dormidas, se esquece da mulher, daquele ser único, que também precisa de cuidados.


E é por isso, que há 3 anos eu bato na tecla da MULHER por de trás daquela mãe. Meu papel tem sido mostrar a beleza dessa nova mulher, o quanto ela se tornou mais feminina, mais segura de si, mas consciente do seu lugar no mundo e o que ela precisa fazer para deixar um lugar melhor para seu filho.


Minha imensa admiração pelas mulheres incríveis que toparam fazer parte do meu projeto: @depoisdachegada@anafritsch@newfamilies@talimaedosbe@alinekopplin@faheana e @stela.thomas.

@BarraShoppingSul, MUITO OBRIGADA pela imensa oportunidade de criar mais uma campanha linda <3

Agora, me diga, “Se alguém pedisse para você se olhar no espelho, se imaginando há 10 anos atrás, o que você diria para aquela mulher?”


Comentários